Quantos anos tem Irará?

Faixa alusiva ao 08 de Agosto causa dúvida sobre aniversário da cidade

52-2
Publicação Orignal 10/08/2010 19:55 – por: Roberto Martins

Uma faixa estendida na Rua Theodoro Pinheiro, entre a Praça da Bandeira (Coreto) e a Praça da Matriz, trazia a seguinte inscrição:

“Irará, cidade de contrastes e diversidades
Parabéns pelos seus 115 anos
Salve o 08 de Agosto”

Há quem estranhe a informação. Afinal, o feriado municipal do 27 de maio é reconhecido como o “aniversário da cidade” porque estariam parabenizando-a agora no 08 de agosto?

Neste ano de 2010 a data do 27 de maio marcou a passagem dos 168 anos de emancipação política do município. Portanto é uma data atribuída ao município, que na época era chamado de Vila. Por outro lado, como frequentemente cidade e município são tratados como sinônimos o anúncio da faixa e a celebração das datas deixam as pessoas confusas. Afinal, Irará tem 168 ou 115 anos?

Tanto o 27 de maio quanto o 08 de agosto são datas históricas de Irará e merecem elucidação quanto aos seus significados.

História

Em 1832, Purificação de Campos se encontrava em fase de maior desenvolvimento econômico do que a vila de Água Fria. De tal sorte, a sede da vila de São João Batista de Água Fria foi transferida para Purificação, com o título de Vila de Nossa Senhora da Purificação dos Campos.

A mudança só foi de fato concretizada, dez anos depois, em 1842. Em 27 de maio daquele ano, através da Lei Provincial nº 173, foi criado o município e a vila com o nome de Purificação dos Campos, sendo extinto o de São João Batista de Água Fria (Água Fria tornou-se Distrito e só voltaria a ser município na década de 1960, quando se desmembra de Irará).

Somente 53 anos depois, em 08 de Agosto de 1895, é que a Vila de Nossa Senhora da Purificação dos Campos seria elevada à categoria de cidade, sendo denominada “Irará”. O ato se deu através da Lei Nº 100, assinada pelo então governador Joaquim Manoel Rodrigues Lima.

A Lei tem dois artigos, sendo que o segundo revoga as disposições em contrário e o primeiro trás a seguinte redação:

Art 1º – Fica elevada à cathegoria de cidade a Villa de Purificação dos Campos de Irará, da comarca da Serrinha, que se denominará – Cidade do Irará.

Esclarecimentos

Rafael fontes, mestrando em História pela UEFS, esclarece que a Lei se deu devido a uma categorização de divisão territorial, implantada a partir da Proclamação da República Brasileira, em 1989.

Essa divisão seria a que permanece até hoje, do ordenamento municipal, ou seja, a cidade vista como município, muitos deles compreendido como sede (a cidade) e zona rural.

Outra questão, segundo Fontes, era que a República desejava diminuir a influência da Igreja Católica. Daí, além da nova categorização territorial, muitas cidades, antes com nome de santos, tiveram suas nomenclaturas alteradas. Boa parte dos novos nomes teve origem indígena, como foi o caso de Irará.

“Este processo, iniciado no final do Século XIX, continuou até as primeiras décadas do Século XX, 1910, 1920… chegando até Modernismo”, lembrou o mestrando, destacando o indianismo do Movimento.

Para ele a data do 27 de maio tem um peso maior. “No 08 de Agosto, não há um sentido de emancipação, foi uma lei específica para a mudança de categoria e de nome”, disse Fontes, lembrando que é a partir de 1842 que Irará, então considerada Villa passa ter administração própria.

E quantos anos mesmo?

Depende. Caso seja tomado como referencial a data de 1717, quando se registraram as primeiras informações de povoamento do local onde hoje situa-se o centro (marco zero – Santa na Praça) do atual município, Irará teria 293 anos.

Na hipótese de confirmar o já festejado 27 de Maio de 1842, continua o feriado e a passagem dos 168 anos, pela emancipação.

No entanto, se a analise tomar como medida o 08 de Agosto de 1895, através da Lei que eleva à categoria de cidade e dá a nomenclatura “Irará”, teríamos então 115 anos.

Todos estes anos importantes da história de Irará (171, 1842 e 1895), mais o ano do primeiro centenário de emancipação política (1942), estão grafados no monumento do Obelisco da Praça da Matriz, erguido pelo então prefeito Amadeu Nogueira.

293, 168 ou 115 anos? Os órgãos constituídos do município precisam ter esta definição em mente e trabalhar para que a população conheça a história de Irará.

Espera-se desta forma minimizar a possibilidade de no 27 de maio aparecerem faixas parabenizando Irará por uma quantidade de anos e no 08 de Agosto estenderem parabéns por outro número de aniversários. Assim ao invés de vangloriar a cidade confunde a sua população.

Para piorar, a faixa em questão, alusiva ao 08 de Agosto, nem assinatura trazia. Logo ver-se que Irará é uma cidade de contrastes e diversidades.

1 – Com informações do Histórico de Irará publicado no Plano Local de Desenvolvimento Sustentável (SEBRAE: 2003) através de texto de Marilda Ramos, Adaptadoda Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958. p 285 a 286

2 – Cópia da Lei nº 100 fornecida pelo setor de Protocolo da Prefeitura Municipal de Irará.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s