Vida imita arte: Torcedores colombianos levam amigo morto ao estádio

Postagem original em 29/03/2011 11:04 – por: Roberto Martins

 

Na ficção, o falecido Quincas Berro D’água, personagem amadiano, também foi carregado por amigos

O corpo do jovem colombiano Christopher Jácome, assassinado aos 17 anos, quando jogava futebol em um bairro pobre de seu país, foi protagonista de situação parecida a do personagem Quincas Berro D’Água, contada no livro de Jorge Amado.

Na história amadiana, inspiradora de filme dirigido por Sérgio Machado, o corpo do falecido Quincas é carregado por seus amigos boêmios pelas ruas do Pelourinho em Salvador.

Na vida real colombina, os amigos do morto Jácome, procederam de modo semelhante. Eles levaram o corpo do amigo, no caixão, para o estádio de futebol.

O fato foi possível devido a falhas da segurança do estádio. Os amigos do falecido, membros da torcida “Lo Índio”, que estavam proibidos de frequentar os jogos, além de conseguir entrar, ainda levaram o caixão do amigo morto.

A liberação dos familiares é uma das diferenças existentes entre a história real e da ficção. No caso do jovem colombiano, os amigos tiveram o consentimento da família. Já a narrativa de Jorge Amado, relata que o “passeio” do morto Quincas aconteceu sem o consentimento de seus parentes.

Fonte: Redação do Yahoo Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s