Plano Municipal de Habitação de Interesse Social tem primeira audiência

Postagem original em 26/05/2011 13:20 – por: Roberto Martins

202-2
Elaboração, em três etapas, deve ser concluída até novembro

Aconteceu na segunda-feira, dia 23 de maio, a primeira audiência para a realização do Plano Municipal de Habitação de Interesse Social. A mesa dos trabalhos foi composta pelo Prefeito, Derivaldo Pinto; o Secretário de Administração, Glaubert Santos; a Professora Nira Valverde, representando o Secretário de Educação, Cultura e Esporte, Márcio Jambeiro; e a chefe de Gabinete, Gabriela Maia, que será a Secretária Executiva do Plano.

Em sua fala, o Prefeito Derivaldo informou que não se tratava de uma reunião para distribuir casas, mas sim para a elaboração de um plano para saber as necessidades e carências do município na área de habitação de interesse social. Derivaldo disse que a questão da habitação, junto com as que envolvem falta d’água, “são as mais tangentes no município”.

Favelização – Sobre a distribuição de casas populares o Prefeito afirmou que tem lutado junto aos órgãos federais para conseguir trazer casas para Irará, a fim de resolver as situações de emergências dos mais necessitados. Ele anunciou a construção de 50 casas populares, sendo 23 na comunidade de Porteiras e 27 na Lagoa.

Roque Carneiro, de A Gazeta de Irará, questionou acerca da favelização rural, ocasionada pela construção de conjuntos habitacionais em comunidades sem maiores perspectivas de trabalho. O Prefeito disse ter preferência pela construção de casas pulverizadas, na localidade de origem das pessoas mais carentes. “Tem prefeito que faz aqueles conjuntos de várias casas juntas só para mostrar na propaganda”, disse Derivaldo.

O Prefeito afirmou ainda que no passado foram entregues casas até para quem não residia em Irará e estes imóveis ficaram fechados ou foram alugados. Ele diz que intenção agora é entregar casa para quem realmente necessita e por isso a importância do Plano.

Plano – O processo de elaboração do Plano Municipal de Habitação de Interesse Social foi apresentado pela urbanista Silvia Bochicchio. Ela estava em companhia de outras servidoras da Ominis Consultoria, empresa de Salvador que ganhou a licitação para coordenar a elaboração do Plano em Irará.

Bochicchio abordou sobre as três etapas de elaboração do Plano. A primeira, na qual acontecem o mapeamento e as visitas técnicas; a segunda, com a sistematização e análise das informações; e a terceira, quando serão apresentadas as ações necessárias,as metas e elaborado o diagnóstico.

Segundo a urbanista, ao final de cada etapa acontecerá uma audiência pública e todo o processo deve ser concluído no mês de outubro ou novembro de 2011. Silvia Bochicchio explicou ainda que as diretrizes do Plano são construídas com base na legislação do país, através de mecanismos como o Estatuto das Cidades e o Plano Diretor.

Lideres comunitários, agentes de saúde e outros presentes, também fizeram falas e questionamentos acerca do problema de moradia no município. Entre eles, o Coordenador de Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, Fábio Calisto e o vereador Ubiratan Silva Reis (PC do B). Ao final das atividades os presentes assinaram uma ata como registro daquela audiência pública.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s