Wagner faz pronunciamento descontraído em Irará

Postagem original em 24/07/2011 13:39 – por: Roberto Martins

225-2 (1)

Governador falou na Praça da Bandeira pra situacionistas, oposicionistas e curiosos

O governador Jaques Wagner esteve em Irará na manhã do sábado, dia 23, para a entrega simbólica da recuperação das rodovias BA 084 (Irará –Coração de Maria – Conceição de Jacuípe) e BA 504 (Irará – Santanópolis – BR 116 ). No palanque, ao lado de Wagner, estava o Prefeito, Derivaldo Pinto; a vice, Darci Lima; alguns vereadores de Irará; Prefeitos de cidades vizinhas; e mais Deputados e outras lideranças que acompanhavam a comitiva do governador.

Wagner fez uma fala descontraída. Entre sorrisos e comentários relatava ações do governo da Bahia. Quando, ao que parece, interrompido por um comentário de alguém da platéia, falou sobre a obra da Praça da Matriz de Irará, parada há meses. “Nós vamos fazer a Praça também é que eu cuido de Irará e mais outros 416 municípios”, disse.

Presentes – O governador abordou a questão da segurança no estado. Ele disse que investir em segurança não é só estruturar a polícia. Citando exemplos das manifestações culturais presentes, como a Filarmônica 25 de Dezembro, a qual elogiou a execução do Hino ao Dois de Julho, e As Pastorinhas, disse apoiar a educação e a cultura para evitar o desvio de quem está no caminho do bem.

Antes de encerrar o seu pronunciamento, Wagner justiçou que não iria abrir espaço para fala de deputados, se resumindo a citar os seus nomes. “Imagine vocês, como eles não vão ficar, do jeito que deputado gosta de microfone…”, brincou.

Após concluir o governador recebeu alguns presentes. Foram entregues peças da cerâmica de Irará e também um balaio, contendo produtos da agricultura familiar, como beijus e bolachinhas de goma. Logo em seguida, Wagner voltou ao microfone contou ter ouvido alguém gritar: “vai fazer menino novo hoje!”. Daí, disse que não sabia que tapioca “serve pra isso também”.

Situação x Oposição – As pessoas presentes se concentravam em baixo dos toldos armados em frente ao palanque e ao redor da Praça. O coreto serviu de arquibacanda para outros. E no palanque era notório as presenças de alguns que jamais se imaginariam próximo ao “sindicalista do PT”, Jaques Wagner, e agora não perdem uma oportunidade de aparecer ao lado do mesmo, na condição de governador.

Os comentários sobre o evento também variavam. Houve correligionário do Prefeito que buscou dá glórias a seu líder político: “Derivaldo é o cara!”, mencionou. Já um partidário da oposição, em referência a Av. Rui Babosa, prolongamento da recém recuperada BA – 084, ainda sem pavimentação e iluminação deficitária, questionava: “como eles podem inaugurar um pista com a entrada da cidade daquele jeito?”.

O Vereador Professor Bira (PCdoB), em baixo do palanque, mencionou à Reportagem do caso de uma faixa arrancada do local. De acordo com o vereador, o comunicado teria sido feito por alunos do Colégio Joaquim Inácio e pedia ao governador a conclusão da reforma da Praça da Matriz e mais segurança na cidade. O Professor Bira não soube informar quem havia impedido o direito de expressão dos alunos.

Àquela altura, oposicionistas, situacionistas e curiosos já deixavam a Praça da Bandeira, onde aconteceu o pronunciamento do Governador. Próximo Dalí, iraraenses, visitantes e feirantes, seguiam normalmente em mais um dia de feira-livre, como se nada daquilo estivesse acontecendo.

Texto e Imagens Da Redação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s