Gazeta de Irará: Fábrica de charque pode funcionar em 90 dias

Postagem original em 14/02/2012 20:05 – por: Roberto Martins

326-2
Segundo informativo, novo empresário também promete quitar débitos do anterior

Já circula nas ruas da cidade a edição de fevereiro do informativo local e micro-regional A Gazeta de Irará. A publicação trás relatos de fatos acontecidos no município de Irará e micro-região durante o mês de janeiro. Entre eles, a re-inauguração da Praça Pedro Nogueira (Matriz) e os Festejos Populares de Irará 2012.

Uma novidade noticiada pelo informativo é a possibilidade de conclusão das obras e funcionamento da Fábrica de Charque. O empreendimento, localizado no Loteamento Porteiras em Irará, às margens da Rodovia BA 504 (Irará – Santanópolis – BR 116), estava com as obras paradas e não se sabia de prazos ou possibilidades de conclusão.

Segundo A Gazeta, um empresário de Ribeira do Pombal, conhecido como Marcolino do Charque, assumiu o empreendimento. De acordo noticiou o informativo, a intenção do empresário é iniciar o funcionamento da Fábrica de Charque nos próximos 60 ou 90 dias.

Ainda de acordo com A Gazeta, Marcolino também prometeu arcar com os débitos deixados pelo antigo empreendedor, conhecido como Júnior, desde que os credores comprovem a existência do passivo.

Clique aqui e leia A Gazeta de Irará na íntegra

Histórico

As instalações da referida Fábrica de Charque estavam sendo construídas, aproveitando-se da estrutura do antigo Clube Festivo Polivalente, de propriedade do município. As reformas e adaptações no prédio foram possibilitadas graças há um contrato de comodato, assinado entre a Prefeitura e o empresário de nome Júnior, com devida autorização da Câmara de Vereadores.

A obra causou expectativa na população, com a possibilidade de geração de emprego e renda que a Fábrica de Charque poderia gerar para a cidade. No entanto, de repente a obra parou e, segundo noticiado por A Gazeta de Irará, o responsável pela mesma abandonou o empreendimento e deixou muitas dívidas na cidade.

Agora, com a notícia relatada acima, divulgada por A Gazeta, voltam-se as expectativas com a possibilidade de um novo empresário assumir a obra, concluir e fazer o empreendimento funcionar. Renascem as esperanças e surgem os temores de uma nova expectativa frustrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s