Homenagem a Alfredo segue nos dias da festa

Postagem original em 01/02/2012 23:15 – por: Roberto Martins

65-3
Uma replica em madeira do Irajá foi exposta na Praça do Coreto

Depois de um evento especifico de homenagem a Alfredo da Luz, realizado em parceria com o Viva Irará, a Prefeitura de Irará seguiu com homenagens nos dias da programação principal dos Festejos Populares 2012.

As camisas da lavagem, confeccionadas pela prefeitura, tiveram Alfredo como tema, através de reprodução de tela de João Martins. Nas costa estava a escrito a frase “a alegria é a luz de Alfredo”.

O mesmo vídeo exibido no evento de homenagem também foi exibido nos telões da Praça da Purificação. A exibição foi na noite do sábado, 28, para o domingo, 29, antes do show de Margareth Menezes.

64-3
Decoração

Uma réplica em madeira do trio Irajá foi confeccionada e exposta na Praça do Coreto. Na mesma praça, a figura cenográfica de um homem subido numa escada encostada num poste, retratava o trabalho de Alfredo como eletricista. Ele também foi retratado como um dos músicos da Filarmônica 25 de Dezembro.

Uma casa, também cenográfica, apresentava a sede do Serviço de Alto Falante A Voz da Cidade, criado e conduzido por Alfredo durante muitos anos. Atrás da fachada, posta na frente de um toldo, havia exposições fotos e histórico de Alfredo. O mesmo era apresentado em um pequeno banner dependurado na replica do Irajá.

63-3
Circuito

Além das replicas e explicações com o nome de Alfredo, desenhos de trios, de instrumentos musicais e lâmpadas também estiveram nos penduricalhos dos postes em todo o circuito da festa, desde a Praça da Purificação até a Praça da Matriz.

O trabalho de ornamentação dos Festejos é de responsabilidade de Sandra Feliz, servidora do Departamento Municipal de Cultura, e foi confeccionado pelo artista Rai Oliveira.

O fato lamentável das homenagens, entretanto, ficou no que diz respeito ao musical. Nestes dias, foram apresentadas imagens e histórias de Alfredo, mas o som que saia das cornetas do Irajá não foi representado. O som da guitarra baiana e outros não foram integrados aos Festejos Populares de Irará.

67-3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s