Ariano Sussuana dá espetáculo de humor e aula de “sertaneidade” em Feira

08/05/2012 12:00 – por: Roberto Martins

384-2

Contando causos e falando da cultura do Sertão, autor disse que Auto da Compadecida é teatralização de obra de Lenadro Gomes de Barros

Após pedir desculpas por sua voz rouca, Ariano Suassuana começou a contar suas histórias para um teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana, lotado na noite de domingo, 06.

Torcedor do Sport Clube do Recife, o escritor justificou sua roupa vermelha e preta. Lembrou que na Bahia, assim como em Pernambuco, era dia de decisão de campeonato. Depois ironizou, “seu eu fosse vocês não vinha aqui”.

Ariano Suassuna falou de suas origens na Paraíba. Comentou sobre a infância e adolescência no interior. Valorizou a importância da cultura do sertão. Recitou poemas e abordou suas dificuldades com tecnologias e de ler no computador. Também falou de alguns fatos ocorridos em outras aulas-espetáculos ministradas em diversos lugares.

Auto

Depois entrou para o universo da cultura popular e valorizou os poetas do sertão. “Não é por vaidade não, mas vou fazer uma pergunta a vocês, quem já leu, viu ou ouviu falar do Auto da Compadecida?”.

Ao ter o teatro todo de mãos pra cima como resposta, Ariano começou a contar a história do Folheto “O Testamento do Cachorro”, de autoria de Leandro Gomes de Barros. Ao final da narrativa disse: “Vocês tão vendo? Tava tudo lá, no Auto da Compadecida eu só fiz teatralizar essas histórias”.

Ariano seguiu contanto “causos” do sertão. Ao final de cada narrativa, diante dos risos gerais da plateia ele também batia palmas. O escritor disse que, por conta deste costume, já disseram que ele “se aplaude a si mesmo”. “Mas não é que eu me aplaudo, os aplausos são para quem criou estas histórias”, justificou.

Mentira

A mentira foi outro tema abordado por Ariano. “Tem a mentira de Deus e a mentira de Santanás”, salientou para afirmar que a mentira boa faz parte do cotidiano do brasileiro, faz as pessoas rirem e pensarem.

“O auto da Compadecida, por exemplo, tudo aquilo é uma grande mentira”, lembrou o também autor de Pedra do Reino e tantos outros livros importantes para a literatura sertaneja.

Nesta parte da aula espetáculo, ele contou histórias de um amigo Suíço. Para Ariano aquele é um povo chato porque não sabe utilizar-se de mentiras como os brasileiros. “Brasileiro quando marca encontro e diz ‘talvez eu vá’, é porque não vai. E se disser ‘eu vou’, talvez vá”.

Lady Gaga

Em uma noite na qual, surpreendentemente, falou pouco de anglicismos ou qualquer outro tipo de estrangeirismos, os comentários mais ácidos, além dos apontados para suíços e ingleses, foram para Lady Gaga.

“O pior não é ela ter esse nome. O pior é ela ter escolhido ele como nome artístico”, alfinetou para depois emendar com a diferenciação entre “sucesso” e “êxito”.

Ariano Suassuana disse que “sucesso” é isto que “Lady Gaga” tem. O êxito pode-se perceber numa obra como “Os Sertões” de Euclides da Cunha. “Este livro tem mais de 100 anos e daqui a 200 ainda vamos ouvir falar dele. Já a Lady Gaga…”

Feira

Ao se despedir, o escritor cometeu uma pequena gafe. Numa aula-espetáculo na qual pouco falou de características e não citou nenhum personagem da cidade onde estava se apresentando, Ariano Suassuna disse que era uma satisfação estar na “terra de Elomar”.

Elomar Figueira de Mello cantor, compositor e violeiro, é natural de Vitória de Conquista e não da Princesa do Sertão. Soaria melhor se Ariano Suassuna tivesse mencionado figuras ou tradições feirenses, como por exemplo, o Lucas da Feira.

No geral, a notar pelo comportamento do público, pronto para rir de qualquer gesto ou fala do escritor, até mesmo quando não parecia ter muita graça, a satisfação foi total. E Ariano Suassuana mandou o seu recado. Um espetáculo de humor, uma aula de “sertaneidade”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s