Convenção de Juscelino não define candidato a vice

Postagem original em 23/06/2012 18:00 – por: Roberto Martins

160-3

Evento reuniu lideranças e apresentou alianças políticas

Quem foi para a convenção dos partidos que apoiam o pré-candidato a prefeito, Juscelino Souza, disposto a sanar a curiosidade sobre o nome do candidato a vice naquela chapa, não teve sorte.

A convenção terminou sem esta resposta. Perguntado sobre o fato, Juscelino disse que o grupo ainda está analisando alguns nomes e possibilidades. A definição só deverá surgir nos próximos dias, antes do encerramento do prazo da Justiça Eleitoral.

O evento político organizado pela coligação, formada por sete partidos (PRP; PMDB; PR; DEM; PC do B; PTN e PDT), contou com as presenças dos deputados ACM Neto – DEM (Federal); Bruno Reis – PRP e Pedro Tavares – PMDB (Estaduais).

O ex-ministro da Integração Nacional, João Santana, e o ex-vereador, Beto Pinto, também compuseram a mesa diretiva. Além deles e do pré-candidato Juscelino, completaram a mesa o Presidente da Câmara, vereador Edmundo de Jesus; o vereador Professor Bira e mais Adriana Santana, Jojô de Juarez e Fernando Martins.

156-3 161-3

Convidados

O primeiro a falar foi Beto Pinto. Ele afirmou estar no grupo para servir e se colocou a disposição para assumir a função que lhe for desempenhada, seja como candidato a vereador ou a vice-prefeito.

ACM Neto, Bruno Reis e Pedro Tavares fizeram críticas ao governo estadual, abordando questões como greves, segurança pública e índices de desenvolvimento econômico, elogios à gestão de Juscelino e críticas à gestão de Derivaldo. ACM Neto disse que, mesmo fora do poder, Juscelino nunca se afastou do povo.

157-3 154-3

Ex-Ministro

O ex-ministro João Santana disse que não conhecida Juscelino de perto antes, mas agora percebe as qualidades dele, como a inteligência. Ele justificou a desistência de sua pré-candidatura após ter pontuado como terceiro em pesquisas de opinião.

Para João Santana, a terceira posição na pesquisa foi um fato motivado pela sua distância do eleitor iraraense, em contraposição a Juscelino e Derivaldo. O ex-ministro então comunicou ter optado pelo apoio a Juscelino, narrando episódios nos quais avaliou o governo Derivaldo como incompetente.

Entre as situações mencionadas, o ex-ministro disse ter disponibilizado mais de R$ 2,2 milhões e a obra da Lagoa da Madalena não avançou. Segundo ele, Irará ainda perdeu um sistema de Saneamento de cerca de R$ 4 milhões, porque o prefeito não entregou a documentação no prazo estabelecido.

158-3 159-3

Juscelino

Todos os outros presentes na mesa também fizeram uso da palavra. O último orador da noite, falou o pré-candidato Juscelino Souza.

Ele começou falando de sua trajetória política, lembrando sua candidatura de 2000 e os encontros com o ex-senador, já falecido, Josaphat Marinho, para quem pediu uma salva de palmas em memória.

Juscelino classificou os seus adversários políticos como oportunistas. Ele lembrou que em 2006, seus rivais apoiaram o ex-governador Paulo Souto e passaram para o lado de Jaques Wagner, assim que o atual governador venceu aquelas eleições.

Depois o ex-prefeito fez algumas comparações entre o seu governo e o governo atual.

Após o termino de sua fala, o pré-candidato desceu do palco e saiu fazendo corpo a corpo apertando a mão e abraçando das muitas pessoas que iam ao seu encontro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s