Iraraense apresenta Kitute de Licinho como colunista

Postagem original em 22/06/2012 12:55 – por: Roberto Martins

423-2
Com “Link da Prosa” cordelista agora integra o time do Portal
O cordelista Kitute de Licinho agora integra o time de colunistas do Portal Iraraense. A partir da data de hoje, além da coluna “Teleanálise” de Malu Fontes e da “Irarápolitano” de Alex Rolim, o Portal também passa a contar com a coluna “Link da Prosa”, assinada pelo cordelista Kitute de Licinho.

O próprio nome da coluna já sugere o seu formato e temática. O cordelista pretende utilizar o espaço para escrever em prosa, entretanto, não vai se esquivar de também versificar situações, quando achar conveniente.

A intenção temática da coluna é fazer uma ponte, “um link”, com os acontecimentos cotidianos do Irará. Para tal, entre as inspirações do autor, também estarão as notícias veiculadas pelo Portal Iraraense.

Quem é?

“Kitute de Licinho” é nome artístico de Antônio Marcos Carneiro Coelho. Ele é servidor público municipal e ex-presidente da Casa da Cultura de Irará. Desde 2003 escreve cordéis, através dos quais mistura realidade e ficção ao narrar os “causos” dos seus personagens.

Pela qualidade do seu trabalho, Kitute já é uma das referências na área de literatura de cordel na Bahia. O cordelista tem representado Irará em diversos eventos, a exemplo da virada cultural de Maragogipe em 2012.

Estreia

A edição de estreia de “Link da Prosa” trás vários textos breves sobre diversas situações vivenciadas pelos iraraenses nestes dias mais recentes. Estão presentes assuntos como o concurso público, a mudança do nome da Praça do Pedrão e as convenções partidárias.

Há também texto sobre a segurança pública do município e a situação dos jovens que estão se viciando no crack. Um dos textos versa sobre o comportamento das “piriguetes” no São João. O cordelista diz que elas não querem nem saber de frio e vão continuar com o visual “basicão” das “piri”.

Como se vê, vem por aí, mais uma boa coluna do Portal Iraraense, feita com qualidade e nada bandida.

Acesse a Link de Prosa – clique aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s