Diversidade cultural marca II Mostra de Samba

Postagem original em 23/08/2012 08:30 – por: Roberto Martins

456-2

Grupo de Carimbó do Pará

Evento contou com grupos de três regiões brasileiras

No final de semana passado, os iraraenses tiveram a oportunidade de presenciar uma pequena mostra da rica diversidade cultural brasileira. A passagem no município da II Mostra de Samba de Roda do Recôncavo trouxe para Irará manifestações culturais de três regiões brasileiras, norte, nordeste e sudeste.

A primeira atividade do evento foi no sábado, 18, pela manhã no Mercado Municipal. Dinê da Burrinha se apresentou junto com o Jongo do Sudeste, composto por integrantes de São Paulo e Rio de Janeiro.

Na manhã de domingo, 19, ocorreram oficinas nas comunidades de Olaria e Tapera Melão. E à tarde os grupos se juntaram para uma troca de experiências, na sede da Filarmônica 25 de Dezembro.

Um dos presentes à mesa dos trabalhos, o conhecido cordelista Bule Bule, aconselhou a todos a cantarem a sua aldeia. Para Bule Bule, ainda que você não seja reconhecido no seu lugar de origem, você deve divulga-lo porque ele tem um pouco de você.

Entre os depoimentos, um de maior emoção foi do líder do grupo de Carimbó, de Belém do Pará. Ele se emocionou a falar da troca de experiências com grupos da zona rural de Irará. Lagrimas aos olhos, disse que aprendeu muito naquele dia e agradeceu o calor humano com o qual foi recebido.

Veja Álbum de Fotos do Evento

Depois todos seguiram em direção à Praça Pedro Nogueira (Barra) onde quatro grupos fizeram apresentações públicas. Samba São Cosme e São Damião (Irará – Ba); Espermacete (Camaçari – Ba); Coco (Paraíba) e Raízes de Tocos (Pará).

Alguns iraraenses presentes ao evento gostaram do que vieram e caíram na dança. Outros olhavam com admiração e valorizam a diversidade de ritmos, representadas pelo samba baiano, o Coco da Paraíba e Carimbó do Para.

Ficou a percepção de que o público Iraraense poderia ser maior. Quem não foi perdeu uma oportunidade de conhecer outras culturas e formas de fazer arte popular.

O evento foi uma realização da Associação dos Sambadeiros e Sambadeiras da Bahia – Asseba, com patrocínio da Funarte e tendo a coordenação local de Olívia Roberta.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s