Irará perde Nivaldo Cerqueira, uma grande referência musical

nivaldo3
Nivaldo Cerqueira no projeto Jazz na Avenida, em Salvador – 2019 | Foto: Marcílio Cerqueira

A música baiana e a cidade de Irará foram pegas de surpresa com uma triste notícia na tarde dessa quinta, 12/12. Faleceu, aos 62 anos, vítima de infarto, Nivaldo Cerqueria, músico, saxofonista, maestro, compositor e arranjador de grande talento.

O sepultamento está previsto para acontecer em Irará, nesta sexta, 13/12, às 14h, com saída da sede da Filarmônica 25 de Dezembro.

Filho de Alfredo da Luz, irmão do baixista Gigi Cerqueira (Ivete Santaglo) e do trompetista Sinho Cerqueira (Bell Marques), entre outros irmãos, Nivaldo era muito admirado pelos músicos de Irará e por colegas que trabalharam com ele.

Homenagens

A Filarmônica 25 de Dezembro, instituição da qual Nivaldo foi músico e maestro, publicou uma nota de pesar. “Grande artista que escreveu seu nome na história da música e deixa um legado de amor e dedicação à arte musical”.

Claudia Leite e Edson Gomes, artistas com quem Nivaldo dividiu o palco ao longo de sua carreira, também postaram homenagens no Instagram.

“Eu tenho a honra de ter tocado a vida com você. E tenho a honra de tê-lo chamado de amigo”, disse Claudia, em legenda de um vídeo no qual Nivaldo aparece tocando.

Já o reggaman postou uma imagem feita por duas fotos ondem aparecem ele e Nivaldo, sendo uma delas com os dois mais jovens. “A banda Cão de Raça perdeu o teu ilustre Saxofonista e eu, Edson Gomes, perdi um grande amigo”, diz a legenda.

Instrumental

Nilvado também participava do projeto Bago de Jazz. O grupo começou tocando em apresentações públicas, na Estação da Lapa em Salvador, e já é um destaque na cena cultural soteropolitana.

Um grande incentivador e praticante da música instrumental, Nivaldo ganhou duas vezes o Festival de Música da Educadora FM.

No ano de 2010 venceu na categoria de “Melhor Intérprete Instrumental”, com “Tocando com amigos”. E no ano seguinte (2011), foi o “Melhor Arranjo”, com “De Garrincha pra Pelé”.

Antes, em 2009, Nivaldo havia emplacado a música “Gafieira em Irará” entre as 14 finalistas do Festival. Agora em 2019, a sua composição “Bossa do Interior” ficou entre as 50 melhores músicas instrumentais da 17º edição.

Em 2012, Tom Tavares, do programa “Outros Baianos”, da Educadora FM, entrevistou Nilvado. Na oportunidade o músico contou um pouco de sua vida e carreira. Ouça aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s